Obra da Sanepar na divisa com Arapongas é aprovada

Com a aprovação pela secretaria de Planejamento, as obras podem ser retomadas pela companhia

O projeto da obra de operacionalização do poço que atenderá o Distrito Campinho, em Arapongas, que estava sendo feita na divisa entre Rolândia e a cidade vizinha pela Sanepar, foi aprovado pela secretaria de Planejamento na terça (12). As obras foram suspensas pela companhia na semana passada, atendendo à recomendação do município. Com a aprovação do projeto, o trabalho no local já pode ser retomado.

O Planejamento analisou o projeto enquanto a Sanepar mantinha as obras suspensas, aguardando o parecer do município para concluir os trabalhos no local. A alegação da companhia para iniciar as obras era que a perfuração deste poço é objeto de carta de anuência emitida pela Prefeitura de Rolândia em 2012, de documentos emitidos pelo Instituto Ambiental do Paraná (IAP) e pelo Instituto das Águas do Paraná (Ipaguas). Entretanto, a secretária de Planejamento de Rolândia, Catarina Schauff, apontou que a autorização que a Sanepar possui não inclui o alvará permitindo a construção desse reservatório, que é um projeto de estrutura física.

Apesar de a obra ocupar parte do território rolandense, ela atenderá moradores do município vizinho. Por esse motivo, a Sanepar em reunião com a prefeitura de Rolândia na última semana, apresentou as obras programadas para licitação em 2019 e que beneficiarão diretamente os moradores de Rolândia. A proposta de integração dos sistemas de abastecimento na Região Norte do Paraná também foi esclarecida, prevendo a utilização da água do Rio Tibagi, que já abastece Londrina e Cambé, para atender Rolândia nos próximos cinco anos.