IPTU arrecada cerca de R$ 7 mi

    O pagamento do IPTU de Rolândia até o dia 10 de abril gerou uma receita de cerca de R$ 7 milhões aos cofres da prefeitura. Essa foi a data do vencimento da primeira parcela do Imposto Predial e Territorial Urbano 2019, mesma data-limite para o pagamento em cota única, que dá direito a 15% de desconto. De acordo com informações levantadas pelo JR, esse valor é aproximadamente mais de R$ 1 milhão em relação ao mesmo período de 2018.
    O IPTU pode ser parcelado em até sete vezes, com vencimentos no dia 10 dos meses de abril, maio, junho, julho, agosto, setembro e outubro. O valor de 2019 teve um reajuste de 4,39%, equivalente a correção da inflação. O carnê de IPTU pode ser pago nas casas lotéricas, Correios e em qualquer agência bancária. 
    O contribuinte pode acessar o carnê pela internet acessando o link no site da Prefeitura (rolandia.pr.gov.br), clicar na aba “IPTU e TAXAS”, no lado direito da tela, selecionar o tipo de cadastro, digitar o número do contribuinte (sem os dois primeiros e o último zero – constante nos carnês anteriores) e apontar o tipo do carnê. Mas para os carnês retirados através do site da Prefeitura, o pagamento é somente na Caixa Econômica Federal, Internet Banking, Correios e Lotéricas.
    Números – No total, foram emitidos 28.904 carnês de IPTU 2019, sendo 22.511 residenciais, identificados pela cor rosa, e 6.393 de terrenos, na cor verde. O valor total a ser cobrado de IPTU gira em torno de R$ 24 mi e contando com a média de arrecadação por volta de 60%, cerca de R$ 17 mi devem ser recebidos em 2019.
    Para terrenos vazios, o contribuinte vai pagar a taxa de IPTU mais R$ 57,41 referente a Taxa de Iluminação Pública. Para áreas construídas, o cidadão vai pagar o IPTU mais a Taxa de coleta de lixo (calculada de acordo com a metragem da área).