Combate à depressão

Combate à depressão

    O grupo de combate à depressão da UBS do jardim Nobre realizou seu 1º encontro na terça (06). Esse é o 2º ciclo do trabalho contra a depressão, como explicou Priscila da Silva Ignácio Assistente Social e Coordenadora do NASF AB (Núcleos de Apoio à Saúde da Família), responsável pela ação. Muitas pessoas compareceram ao primeiro encontro, que teve o tema: “Como identificar se estou triste ou com depressão?” e acabou sendo realizado na sala de espera da UBS.

    A psicóloga Elaine Buchala Garcez Silveira é quem conduz o grupo, que trata da diferença entre tristeza e depressão, para que as pessoas fiquem atentas a sintomas que elas ou pessoas próximas podem apresentar. “Aborda também como lidar com isso e com o preconceito que existe, pois muitas vezes a depressão não é vista como doença e sim como a falta de esforço da pessoa para sair dessa fase”, acrescentou. 

    Segundo Elaine, o grupo dá bons resultados para quem frequenta. “Muitos relatam melhora com o grupo, pois se sentem acolhidos, trocam experiências com outros que enfrentam o mesmo problema e aprendem a encarar as questões de forma diferente”, declarou a psicóloga. 

    Participe e combata a depressão com o grupo
    O próximo encontro será em 20 de agosto com o tema “Eu levanto da cama para quê?” e no dia 27, “Trabalhando nossas emoções para sair da depressão”. O encontro seguinte será em 03 de setembro, falando sobre “A importância da atividade física para vencer a depressão”. O ciclo termina em 10 de setembro com a troca de experiências. Todos os encontros acontecem às 10 da manhã na UBS do Nobre, que fica na Rua Sol Nascente s/n. 

    O grupo é aberto a toda população de Rolândia e não há necessidade de se inscrever. Basta comparecer na UBS no dia e horário dos encontros. “É importante que os interessados participem de todos, mas se perder algum encontro poderá participar do mesmo jeito. Este grupo já foi oferecido na UBS Central e do Nobre e a adesão tem sido de uma média de 15 pessoas por grupo”, afirmou Priscila.

Fonte: Jornal de Rolândia