Redes Sociais

Pediatra explica cuidados para evitar doenças respiratórias nas crianças no inverno

Hospital São Rafael Rolandia

A estação mais fria do ano pode possibilitar uma maior rapidez na proliferação de bactérias e vírus. Por terem um sistema imunológico ainda frágil, as crianças são mais vulneráveis à sofrerem com as principais doenças da época: resfriado, gripe, sinusite, crises asmáticas, bronquiolite e pneumonia. A pediatra, Dra. Alessandra Freitas, 44 anos, explica que existem modos de se evitar essa propagação de bactérias, e consequentemente, impedir que as crianças fiquem sempre doentes.

 

Alimentação

No inverno, alimentos mais calóricos são consumidos em maior quantidade, seja por uma necessidade de manter o corpo aquecido, ou pelo aumento do apetite. É importante não diminuir o consumo de alimentos saudáveis, como frutas, verduras e legumes. Para crianças que ainda são amamentadas pelas mães, a pediatra ressalta a importância do leite materno que segundo ela é “alimento e vacina”.

 

Higiene

Segundo a Dra. Alessandra, no inverno é importante se atentar de modo geral à higiene das crianças, e redobrar a limpeza nas regiões das mãos e vias aéreas. Em relação aos bebês e aos cuidados com a pele, é importante evitar dar banhos quentes e demorados. A temperatura deve ser em 37/38 graus e os banhos devem ser curtos, de no máximo 10 minutos. Fazer o uso de hidratação e proteção labial, com produtos específicos para eles. “É importante também não esquecer da higiene dos adultos, que lidam com as crianças” ressalta a pediatra.

 

Contato com pessoas doentes

Conforme a pediatra, quanto menor for a criança, mais vulnerável ela é as doenças. Por isso, é de extrema importância os pais ou responsáveis, se atentarem se existem pessoas doentes nos ambientes frequentados pelos pequenos.

Vacinas

Para a Dra. Alessandra, estar atento aos prazos de vacinação das crianças e manter a imunização sempre em dia, é outra dica muito importante para evitar diversas doenças.

Ambientes fechados

O tempo frio faz com que os pais deixem as crianças mais dentro de casa, ou em ambientes fechados. A pediatra explica que para muitas pessoas “manter estes ambientes fechados” é o melhor método para evitar a proliferação de vírus e bactérias, porém, este conceito está errado. “No inverno o melhor a se fazer é evitar locais fechados, manter a casa ventilada, e permitir a circulação do ar” conta.

Agasalhos: o melhor é não exagerar

Gorros, casacos, luvas, cachecóis, são importantes para proteger as crianças, mas é preciso fazer o uso de roupas, e acessórios, adequados às determinadas temperaturas. Ainda conforme a Dra. Alessandra “o bom senso deve prevalecer”.

fonte:

Portal Rolândia

« Voltar Hospital São Rafael Rolandia
Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google+ Compartilhe Instagram

Notícias Relacionadas