Redes Sociais

Dia nacional do teste do pezinho

Imagem de: Dia nacional do teste do pezinho

Dia 06 de junho é considerado o dia nacional do Teste do Pezinho. Este é um dos exames mais importantes para detectar doenças em recém-nascidos. Ele é realizado após as primeiras quarenta e oito horas de vida do bebê. Segundo a Enfermeira Obstétrica do Hospital São Rafael, Monica Mozzaquatro, é por conta deste exame que após o parto a mãe do bebê permanece internada no hospital. O teste do pezinho é feito a partir de gotas de sangue colhidas do calcanhar do recém-nascido.  A enfermeira explica que o procedimento é feito nesta parte do corpo por ser o local mais “gordinho”, comparado ao restante do corpo da criança, e que consequentemente, ele sentirá menos dor.

Desde 1992, o teste se tornou obrigatório em todo o país e, em 2001, o Ministério da Saúde criou o Programa Nacional de Triagem Neonatal. Segundo o Ministério da Saúde, mais de 80% das crianças nascidas em território nacional passam por essa triagem neonatal. As enfermeiras Monica Mozzaquatro, e Sarah Martins, relataram que as três principais doenças identificadas através do teste são:

Fenilcetonúria: Doença hereditária causada pela falta ou diminuição da atividade de uma enzima. Isso acaba impedindo a metabolização adequada do aminoácido fenilalanina. Os altos níveis de fenilalanina não metabolizadas, causam alterações no sistema nervoso, levando à deficiência intelectual severa e irreversível nos casos não tratados.

Hipotireoidismo Congênito: Doença causada pela falta ou produção deficiente da tiroxina, um hormônio da tireóide necessário para o desenvolvimento normal de todo o organismo, inclusive o cérebro. A falta da tiroxina traz consequências como deficiência intelectual grave e comprometimento do crescimento nos casos não tratados precocemente.

Anemia Falciforme: Doença causada pela alteração estrutural na molécula de hemoglobina, uma proteína presente nos glóbulos vermelhos, responsável pelo transporte do oxigênio para os tecidos. Pessoas afetadas apresentam complicações que podem prejudicar quase todos os órgãos e sistemas, sendo suscetíveis a anemia, infecções generalizadas, atraso no crescimento e dores.

Qual é a finalidade deste dia nacional?

O Dia Nacional do Teste do Pezinho tem como objetivo, alertar a população para a importância de se realizar o exame de prevenção. As enfermeiras reforçam que o diagnóstico precoce permite um melhor tratamento para diversas doenças, proporcionado qualidade de vida ao bebê e a família. Após o teste feito no Hospital São Rafael em Rolândia, as enfermeiras explicam que o documento é enviado à Curitiba. “Quando ocorre de não ser possível a identificação das doenças, por que houve uma coleta incorreta no papel filtro, nós somos informados. Quando o bebê for detectado com alguma doença, a família é avisada” explica Monica.

No caso de ocorrer uma coleta incorreta e o bebê precisar repetir o procedimento, desta vez, o exame terá que ser feito em uma Unidade Básica de Saúde. “Nós tentamos fazer o teste da maneira mais correta possível, para o bebê não ter que passar por todo o processo novamente” afirmam. As profissionais garantam de 99% dos testes feitos no hospital não voltam. Após a realização do exame, uma parte do documento de comprovação da realização do procedimento é anexado à carteirinha de saúde do bebê, e entregue a mãe. Conforme as enfermeiras os resultados podem ficar prontos em um prazo de até 15 dias, ou mais. O resultado do teste pode ser consultado pela internet, e depois de pronto, fica disponível por um período de 90 dias para a conferência da família. 

fonte:

Portal Rolândia

« Voltar Imagem de: Dia nacional do teste do pezinho
Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google+ Compartilhe Instagram

Notícias Relacionadas