Redes Sociais

Carlos Harfuch

Política e Economia

Coisas Perdidas Agora Voltadas

postado em 25/09/2015 09:55:30

Em casa logo cedo os passarinhos fazem uma algazarra sem igual.

Em dias perdidos do meu SER me irrito profundamente com eles e tudo acaba virando arruaça e eu então mais louco fico querendo pegar no vácuo do meu pensamento uma espingarda de pressão e matar todos eles.

Eu louco da vida e eles voando em redor de mim pousando na mesa no fogão no colchão nos vãos do telhado no lustre na arandela na chaleira arruaçando minha cabeça melando tudo com excrementos como a me dizerem: “vem em mim” – e quando vou todos fogem me zoando.

Dia desses, limiar de primavera, Francisco de Assis se apresentou a mim manso, bengalado, barbas longas muito bem feitas (às vezes ele vem jovem – quase infantil – quase juvenil), sentou-se ao meu lado, sorriu daquele jeito dele manso de ser – de um amor tão profundo que eu até meio torto fico de tanto amor daquele imortal Espírito tão por mim amado, e em meu imortal SER se comunicou: “problemas?” eu disse: “mate os pássaros!” ele sorriu divertidamente e aquele amor dele me invadia de tal forma que de mim sou puro amor de tanto amor dele receber a mim comunicou: “eles só querem brincar!” e se foi.

Meu choro íntimo me fez lembrar meus íntimos quintais e me perguntei a mim: “onde estão meus íntimos perdidos quintais?”

Em meus íntimos quintais os jardins florescem e esses pássaros só me querem fazer deles lembrar!

Em minha casa em plano material objetivo há dois quintais: o interno e o externo – eu como louco idiota fico a limpá-los como se eles devessem sempre estar limpos asseados arrumados metricamente desenhados.

Perdi meus quintais íntimos e agora quero limpar e arrumar quintais externos – que bárbara tolice estou fazendo de mim e comigo mesmo.

Por fim entendi que os pássaros nada mais eram que mensageiros de Francisco a me dizerem: “Carlos acorda, vai Carlos olha teus íntimos quintais íntimos jardins!”

Olhei pra eles joguei a eles as lascas de pão da toalha, me comuniquei através do coração e eu os entendi e eles me entenderam – os amei e eles me amaram!

Não jogam mais seus excrementos, nos comunicamos pelo coração e a primavera refaz meu ser e eu em mim e por mim quintais externos não limpo mais, pois tenho quintais internos a cuidar com os pássaros a mim enviados por Francisco! 

Carlos Harfuch – 2015 primavera 

- Carlos Harfuch é idealizador do projeto "Política com Ética",  confira seu trabalho em www.politicacometica.com.br.

 

 

« Voltar

Anteriores